Oraca do Itapororó gera novas herdeiras

Sensação na temporada de 2013, quando conquistou resultado histórico unificando os títulos do Freio de Ouro e da Morfologia – feito até então conquistado por apenas um animal da raça Crioula, BT Sargento, no longínquo ano de 1986 – a égua Oraca do Itapororó começa a aumentar sua dinastia. Depois de comprovar em pista os resultados morfológicos e funcionais, a dedicação agora é total para os herdeiros.

Oraca, que já tinha as filhas Oraca II, Oraca III, ampliou o número de filhas com o nascimento por meio de transferência de embriões de mais duas potrancas: Oraca IV e Oraca V. Segundo o gerente da Estância Vendramin, de Palmeira (PR), Álvaro Dumoncel, a égua tem demonstrado ótima consistência reprodutiva e os resultados das crias estão se mostrando acima da média. “Acreditamos que a performance dos filhos devem ser muito próximos do dela. A Oraca vem se comprovando como uma grande mãe”, salienta.

Mas quem espera que Oraca do Itapororó volte às pistas, terá que aguardar até 2015. A égua não deve defender os títulos do Freio de Ouro e o tricampeonato na Morfologia (título no qual também conquistou em 2012). A previsão, conforme Dumoncel, é que ela venha correr apenas as provas da Federação Internacional de Criadores de Cavalos Crioulos (FICCC) no próximo ano.

Fotos: Felipe Ulbrich e José Guilherme Martini

Informações  Assessoria de Imprensa da ABCCC

Investimento é essencial para criar um cavalo de destaque

De acordo com o jornal Zero Hora, Para se formar um animal de destaque, no mercado e nas pistas do Freio de Ouro, donos investem em melhoria genética, alimentação e preparo e apostam em bons ginetes para levar tudo isso ao pódio. E, posteriormente, valorizar o preço dos animais.

Há casos como o registrado no leilão da paranaense Cabanha São Rafael, de Balsa Nova, no início do ano, em que esse trabalho rende milhões de reais. Em 2013, o cavalo JLS Hermoso, de propriedade da Cabanha Maior, de Santa Catarina, foi valorizado em R$ 11,25 milhões, a maior quantia da história da raça, pela venda de três cotas para cinco coberturas por ano por R$ 375 mil cada. O valor final leva em conta que cada animal pode fazer até 150 coberturas por ano. Finalista do Freio em 2007, JLS Hermoso é resultado de um investimento dos proprietários.

– O maior resultado não foi individual, mas como garanhão foi fora do normal. Pelo temperamento e movimento, produziu animais morfologicamente bons e muito competitivos funcionalmente – explica Lauro Martins, administrador da Cabanha Maior.
Cadejo da Maior, vencedor do Bocal de Ouro 2013, por exemplo, é filho de Hermoso, que tem a capacidade de produzir características valorizadas na raça, como lombo e pescoço compridos, cabeça triangular curta, potência muscular e equilíbrio.

UMA VIDA DE PREPARO

GENÉTICA
– O investimento em um cavalo começa antes do animal nascer. Produtores buscam boas matrizes e reprodutores ranqueados dentro do registro de mérito, dos melhores animais da raça, da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC). A avaliação é feita com pontuações que os animais atingem em competições ao longo da carreira – e os filhos também somam pontos para o pai.

MORFOLOGIA
– Do nascimento até por volta de dois anos, o cavalo é avaliado morfologicamente, ou seja, por suas características físicas. Nesse período, procura-se selecionar os animais com determinadas formas (compridos, com boa estrutura óssea, de frente leve, bastante crina, por exemplo).

DOMA
– Começa a partir dos dois anos e dura entre seis e oito meses. É quando ocorre o primeiro contato de submissão do animal ao ser humano. O cavalo é preparado para obedecer aos primeiros comandos, inicialmente do bocal (instrumento de couro usado na boca do animal), e posteriormente, do freio.

TREINAMENTO
– Entre três e quatro anos, o animal escolhido começa a receber treinamento para as competições. A preparação pode ser feita na própria cabanha ou em centros especializados, que é o mais comum. O processo costuma levar entre um e dois anos. Nesse período, é dada atenção especial à questão física do animal. O custo é estimado em R$ 30 mil por ano, dividido em centro de treinamento, alimentação e outros gastos.

– Centro de treinamento: representa 70% do custo. No local, o animal recebe cuidados do médico veterinário, e ginetes profissionais ensinam ao cavalo, de forma lenta e gradual, os movimentos para a competição, como giros e esbarradas.

– Alimentação: consome cerca de 15% do orçamento. Depois de uma dieta rica em proteína, usual até a fase da doma, o cavalo em treinamento precisa de uma dieta baseada em energia, normalmente com uso de aveia e alfafa.

– Demais gastos: os outros 15% são gastos em medicação, transporte e inscrição para competições da raça e ferreiro.

Semifinal de DF define classificados ao Freio de Ouro 2013

Segundo a assessoria de comunicação da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), na última das 12 semifinais do circuito, entraram em pista 27 candidatos na categoria machos e 26 entre as fêmeas.
Os participantes foram julgados por César Augusto Rabassa Hax, Iran Francisco Barros e Luís Rodolfo da Costa Machado. A prova, promovida pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos teve a supervisão do técnico credenciado à entidade, Heitor Cheuiche Coelho.
Confira abaixo a relação de classificados:
Resultado
Fêmea
1º Lugar: Harmonia Querência, filha de Ganadero da Harmonia e Dama da Harmonia; criador Harmonia Agricultura e Pecuária Ltda. e expositor Moacir Luiz Fração e Lúcia M. S. Fração, Cabanha Querência Colorada, Pelotas/RS
Ginete: Marcos Silveira
Nota final: 19,239
2º Lugar: Repintura das Três Estâncias, filha de Martinez das Três Estâncias e Gatona da Cavalhada; criador Parceria Três Estâncias e expositor Raul Machado de Lima, Fazenda Savana, Padre Bernardo/GO
Ginete: Ernesto Wairich
Nota final: 18,591
3º Lugar: Chinoca 655 Maufer, filha de BT Delantero e Santa Elba 196 Maufer; criador Maurício e Fernando Lampert Weiand e expositor RST Empreendimentos Imobiliários e Agronegócios Ltda., Cruzeiro do Sul/RS
Ginete: Charles Fagundes
Nota final: 18,244
4º Lugar: BT Brava, filha de BT Delantero e BT Gricel; criador Condomínio Flavio Bastos Tellechea e expositor Eduardo Ferreira Lobo, Cabanha Calil, Três Coroas/RS
Ginete: Daniel Waihrich Marim Teixeira
Nota final: 18,219
Machos
1º Lugar: Expresso do Elebê, filho de Tupambaé do Elebê e GB Juju; criador e expositor Leônidas Burtet e Filhos, Agropecuária Burtet, Cachoeira do Sul/RS
Ginete: Daniel Waihrich Marim Teixeira
Nota final: 19,615
2º Lugar: Bom Retiro Mandinga, filho de BT Faceiro do Junco e Bom Retiro Chaira; criador e expositor Fermino Fernandes Lima Júnior, Cabanha Bom Retiro, Itaqui/RS
Ginete: Gabriel Marty
Nota final; 19,541
3º Lugar: Baralho da Quinta, filho de BT Faceiro do Junco e Anahi da Quinta; criador Estância da Quinta Ltda., e expositor Mauro de Vargas Morales, Cabanha do Angico, Cachoeira do Sul/RS
Ginete: Marcio Maciel
Nota final: 19,447
4º Lugar: Frentero da Reconquista, filho de BT Delantero e Diáspora de Entre Rios; criador Eduardo e Marcelo Tellechea Cairoli e expositor Fazenda Capão da Lagoa, Criuva e Reconquista Agropecuária, Fazenda Capão da Lagoa, Criuva e Reconquista Agropecuária, Glorinha, Santo Antônio da Patrulha e Alegrete/RS
Ginete: Cézar Augusto Schell Freire
Nota final: 19,182
A partir de agora, o próximo desafio dos 96 melhores conjuntos que competiram na seletiva desse ano será a grande decisão, de 22 a 25 de agosto, na Expointer em Esteio/RS.

Game que simula participação no Freio de Ouro será lançado dia 30

Desta vez, o público crioulista vai trocar a rédea pelo mouse. O Game Freio de Ouro, que simula a participação na mais famosa seletiva do cavalo Crioulo, já enche de expectativa os apaixonados pela raça que a partir de agora poderão sentir a emoção de correr, girar sobre as patas e esbarrar não só nas pistas, mas em qualquer lugar, através da internet.

De acordo com o projeto apresentado pela empresa Flux, especializada na produção de entretenimento digital, o jogo Freio de Ouro será disponibilizado inicialmente em versão para a internet e, mais tarde, poderá ser agregado a redes sociais como o Facebook. Em um segundo momento está também prevista a sua adaptação para o acesso móbile, com a opção de download. O game foi criado todo em 3D e a plataforma on-line possibilita a inclusão em um ranking com outros usuários.

Neste domingo, dia 30 de junho, será lançada em um link no site da ABCCC (abccc.com.br), em parceria com o Canal Rural, a primeira versão com a etapa final da prova, que inclui as disputas de Mangueira, Bayard-Sarmento e Campo. Mais tarde a ABCCC disponibilizará o jogo completo no qual o jogador terá a possibilidade de gerar o próprio animal, acompanhar e administrar o seu desenvolvimento e treinamento específico e, finalmente, participar da seletiva.

O projeto definitivo prevê uma evolução entre as etapas, na qual o jogador será submetido a uma experiência completa. Na versão que será lançada, porém, já será possível personalizar o animal através da escolha da cor do pelo e detalhes da crina e cola. O usuário também poderá caracterizar o ginete e escolher as cores da pilcha além da sela e de detalhes do arreamento do animal.

Mais tarde, na versão completa, o usuário será o responsável pelo manejo do cavalo e por gerenciar a sua alimentação até o seu desenvolvimento completo, passando em seguida ao treinamento para aperfeiçoar os seus movimentos. O desempenho nas primeiras etapas irá se refletir na nota morfológica do cavalo. Na continuação o competidor precisará cumprir todas as fases funcionais, uma a uma, até a disputa de campo final.

Muito mais do que a diversão, o game Freio de Ouro pretende aproximar mais os jovens e usuários da internet da cultura do cavalo Crioulo, agregar diferentes públicos, expandir a promoção da marca e da própria prova e ainda fortalecer a imagem da raça.

Também está prevista para o futuro a expansão das opções do jogo através da monetização, com a venda de itens como alimentos especiais, acessórios para o cavalo e o ginete, cavalos prontos para a competição e ainda uma “segunda chance” para o jogador que pretende refazer alguma etapa.

Fonte: Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Crioulo

Final do Freio de Ouro prevê público de mais de 25 mil pessoas

Anualmente são recebidos centenas de participantes para as provas e remates da maior ferramenta de seleção da raça Crioula, o Freio de Ouro, competição que reúne as melhores linhagens dos cavalos da raça Crioula, raça de animais rápidos, fortes e inteligentes, e são considerados os mascotes do gaúcho e simbolizam a força e a beleza do pampa.

Entrarão em pista no Freio de Ouro 2013 os cavalos e éguas selecionados nas provas classificatórias que aconteceram em todo o país. São esperadas mais de 25 mil pessoas durante toda a programação crioulista da Expointer 2013. Além das provas e remates, todo ano são preparadas várias atrações para atrair a atenção dos criadores.

Serão recebidos para a competição Freio de Ouro laçadores representantes de vários estados, como: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Goiás, Distrito Federal, Roraima e Rondônia.

Etapa de Montevidéu ao Freio de Ouro habilita mais cinco

Depois das etapas realizadas em Buenos Aires, Esteio, Santa Maria e Rio Grande, esta foi a quinta etapa semifinal da seletiva da raça cuja decisão acontece em agosto, durante a Expointer. Com a participação total de 11 machos e 10 fêmeas, a disputa premiou cinco conjuntos, dois entre as fêmeas e três na categoria machos, com a vaga em Esteio/RS. Somente estes conseguiram alcançar a pontuação mínima de 18 pontos para a classificação.

Realizada entre os dias 23 e 26 de maio na Rural do Prado, em Montevidéu, a prova teve como jurados os criadores Alexandre Pons Suñe, Cesar Augusto Rabassa Hax e Luis Rodolfo da Costa Machado. Vilson Aguiar e Rodrigo Teixeira fizeram a supervisão técnica pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC).

De criação uruguaia apesar da genética brasileira, a égua Carrasca Del Chamamé, filha do Freio de Ouro em 2001 Dom Carrasco do Purunã, liderou desde a etapa morfológica e encerrou a disputa com o primeiro lugar. A vaga foi garantida com a montaria da experiente amazona uruguaia Soledad Ferreira, a primeira ginete mulher a confirmar a participação na final do Freio de Ouro 2013, com a nota 19,204.

O ginete destaque da classificatória, na escolha dos jurados, foi uruguaio Juan Miguel Vivo. O jovem de 22 anos foi o responsável pela montaria da segunda melhor égua da classificatória, Jaguel Huella 629.

Na categoria machos, Mapaxe da Rio Bonito foi o grande destaque do julgamento. Também na ponta desde a avaliação morfológica o gateado filho de Hadoque da Vila Velha alcançou a pontuação final de 20,336 e garantiu a primeira posição, montado por José Fonseca Macedo. O cavalo exposto por Empreendimentos Agropecuários Rio Bonito volta ao Freio de Ouro após o 12º lugar na edição de 2012.

O resultado completo da etapa pode ser conferido no site :  http://www.racacrioula.com.br/

Rio Grande define finalistas ao Freio de Ouro 2013

De acordo com a Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Crioulo, a terceira classificatória brasileira ao Freio de Ouro 2013, realizada no município gaúcho de Rio Grande entre os dias 17 e 19 de maio, apresentou uma disputa acirrada . José Fonseca Macedo, montando a égua Escolta do Capão Grande, conquistou em casa a primeira colocação entre as fêmeas e ao lado de Lindor Collares Luiz, primeiro entre os machos com Brazão do Roraima, comemorou a chance de vencer mais uma vez a maior prova de seleção da raça que acontece no mês de agosto, em Esteio/RS.

Além dos primeiros colocados nas categorias fêmeas e machos, Rio Grande classificou mais seis animais que disputarão com os selecionados nas demais regiões a grande final da Expointer. Depois da cidade gaúcha, a capital uruguaia Montevideo será a próxima cidade a sediar uma classificatória ao Freio de Ouro 2013. O evento acontece entre os dias 23 e 26 de maio e dará a chance de mais oito animais disputarem a grande final da Expointer.

Confira o resultado:


Fêmeas
1 lugar
Escolta do Capão Grande, filha de Guasso do Itapororó e Taipa do Capão Grande; criador Mário Burck Santos e expositor Ricardo A. Barbosa e Vinicius I. Russo, Cabanha R8, Pelotas-RS
Ginete : José Fonseca Macedo. Nota final: 20,888

2 lugar
Ja Algazarra, filha de Quero Quero de Santa Edwiges e JA Laranjada; criador e expositor José Antonio Anzanello, Fazenda Santa Edwiges, São Lourenço do Sul-RS.
Ginete : Milton Castro. Notal final: 20,771

3 lugar
Gaita do Recanto Crioulo, filha de Tordilho do Junco e Carqueja da Fascinação; criador Darlei Hess e expositor Adelmo Hess, Estância Três Coxilhas, Barra Velha-SC
Ginete : Raul Lima. Notal final: 19,540

4 lugar
Capanegra Oña Guinda, filha de Mackenna Guindo e Capanegra Alegria; criador e expositor Fernando Dornelles Pons, Cabanha Capanegra, Dom Pedrito-RS
Ginete : Roberto Carlos Ferraz Duarte. Nota final: 19,450

Machos
1 lugar
Brazão da Roraima, filho de Leco Chico e BT Quarentena; criador e expositor Rivadavia Fiorillo Menarin, Fazenda Roraima, Ventania-PR
Ginete : Lindor Collares Luiz. Nota final: 20,038

2 lugar
Abre Cancha da Onicron, filho de Pergaminho AA e Quina Tupambaé; criador José Eduardo Bueno e expositor João Carlos Medeiros e Marco Antonio Vargas, Cabanha Reservada e Cabanha Sierra Fuerte, Novo Hamburgo-RS
Ginete : Adriano A. Streck. Nota final: 19,343

3 lugar
Farandola da Mangueira Velha, filho de Estimado da Terra Nativa e JA Umbanda; Leandro Luís Vieira e expositor Bertilo Schlickmann, Imobiliária Cinco Estrelas e Cabanha Costa Nobre, Braço do Norte-SC
Ginete : Fagner Crescencio. Nota final: 19,044

4 lugar
Quinteiro do Itapororó, filho de Mañanero Zapatazo e Luzitana do Itapororó; criador Nestor M.Jardim Neto/Maria L.F.Jardim e expositor Ana Luísa Gubert Susin/Inára Susin, Cabanha Santa Aurora, Jaguarão-RS
Ginete : Marcos Silveira. Notal final: 18,528

Freio de Ouro 2013: semifinal classifica oito animais

Foi com altos e baixos, subidas e decidas, notas dez e pouco menores que se encerrou a Classificatória ao Freio de Ouro da cidade gaúcha de Santa Maria, realizada neste final de semana (10 a 12 de maio).

A grande final aconteceu no domingo e contou com a participação dos vinte melhores em pista. Sob julgamento de Frederico Araújo, Luiz Martins Bastos Neto e Sandro Fonseca do Amaral os cavalos mostraram todas as aptidões necessárias aos campeões em pista e, em vários momentos, surpreenderam, como Xispa da 3J e sua excelente nota na Mangueira II (17,391) e Tinideira do Purunã com os espetaculares 18 pontos na etapa de Campo II.

Mesmo com inúmeros conjuntos merecedores, apenas dois puderão se vangloriar em ser vencedores da seletiva santa mariense: Tinideira do Purunça e Campana Rumo Certo. A égua conseguiu mostrar a que veio, aumentando suas médias gradualmente e chegando a primeira colocação com uma pontuação de 20,504. Já o garanhão chegou a ponta com mais dificuldades, já que a disputa entre os machos teve, nada mais nada menos, que seis animais com mais de 19 pontos.
Freio de Ouro chega em Rio Grande no próximo domingo

O circuito da modalidade segue no próximo final de semana (17 a 19 de maio) com a seletiva da região 1, que será realizada na cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. O evento é o terceira semifinal brasileira do ciclo e terá transmissão ao vivo – no domingo – do Canal Rural.

O Freio de Ouro tem patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson, Vivo, Banrisul, Chevrolet, Nova Schin e apoio da Supra.

Veja os resultados:

Fêmeas

1º lugar

Tinideira do Purunã, filha de Muchacho de Santa Angélica e Lenda do Purunã; criador Mariano Lemanski e expositor Cabanha Cola Crioula, Cabanha Cola Crioula, Pantano Grande/RS

Ginete: Antonieto Rosa. Nota final: 20,504

 

2º lugar

Seresteira de São Manoel, filha de Santa Tereza Ambicioso e Ibiza de São Manoel; criador e expositor Ricardo Alvarez, Cabanha São Manoel, Massambará/RS

Ginete: Gabriel Marty. Nota final: 20,499

 

3º lugar

Nevasca da Boa Vista, filha de Juquiri do Purunã e Garoa da Boa Vista; criador Fazenda Boa Vista e expositor Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Bagé/RS

Ginete: Raul Lima. Nota final 20,200

 

4º lugar

Respeitada da República, filha Camb Toncho e Jogatina da República; criador Luiz Felipe Martins Bastos e expositor Luís Fernando Martinez Pereira, Fazenda Raizes e Cabanha Parnassá, Rosário do Sul/RS

Ginete: José Fonseca Macedo. Nota final: 20,083

 

Machos

1º lugar

Campana Rumo Certo, filho de BT Faceiro do Junco e Gringa do Aceguá; criador Mário Móglia Suñe e expositor José Luiz Marona Pons, Cabanha Santa Angela, Uruguaiana/RS

Ginete: Raul Lima. Nota final: 19,859

2º lugar

Quebrado Chico, filho de Cotizado Chico e Malpica Chico; criador Manuel Rossel Sarmento e expositor David Siqueira Cavalcanti Junior, Cabanha Dona Albertina, Cachoeiras de Macacu/RJ

Ginete: Cézar Augusto Schell Freire. Nota final: 19,733

 

3º lugar

Mascarado Cala Bassa, filho de Santa Teresa Ambicioso e Alabama Caminera; criador e expositor Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé/RS

Ginete: Marcelo Rezende Móglia. Nota final: 19,730

 

4º lugar

Campana Reboliço, filho de Campana Guasquero e Campana Maestra; criador Mário Móglia Suñe e expositor Dennis Sfair Silveira, Cabanha Sabiendas e CT Raul Lima, Porto Alegre/RS

Ginete: Raul Lima. Nota final: 19,550

Freio de Ouro estará disponível em game

A empresa especializada na produção digital de games, Flux, desenvolverá este ano um jogo sobre a criação do cavalo Crioulo.

O usuário terá ampla experiência desde o nascimento do exemplar até sua participação no Freio de Ouro, considerado um dos mais importantes eventos para a raça.

De acordo com informações publicada no Jornal do Cavalo Crioulo, da ABCCC (Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Crioulo) o game terá três modos:

– Modo completo: o participante cria o cavalo desde o inpicio, treina-o e participa do Freio;

– Modo Freio de Ouro: participante compete com um animal aleatório ou algum que já criou anteriormente;

– Modo Treino Livre: o usuário apenas pratica as etapas da prova.

O jogo estará disponível na internet e também no Facebook. Seu lançamento está previsto para acontecer durante a Expointer 2013.
Informações Jornal do Cavalo Crioulo

Santa Vitória do Palmar/RS credencia ao Freio de Ouro

O município gaúcho de Santa Vitória do Palmar/RS recebeu dezenas de crioulistas entre os dias 22 e 23 de fevereiro para mais uma Credenciadora do ciclo 2013.

O evento foi supervisionado pelo técnico da ABCCC Carlos Marques Gonçalves Neto e contou com o julgamento de Francisco Fleck, Gilberto Gonçalves e Renato Morrone.

Entre as fêmeas, Formosa Charrua, de Jaguarão/RS, foi o grande destaque com nota final 18, 952. O melhor macho foi Sanga Funda Trago Largo, da Cabanha Sanga Funda de Capivari do Sul.

Confira o resultado no site da ABCCC:

http://www.racacrioula.com.br/site/content/noticias/detalheNoticias.php?id=10885

Informações ABCCC