ABCCC promove Simpósio do Cavalo Crioulo

A Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Crioulo- ABCCC – realiza no dia 12 de maio, em Maringá (PR), o Simpósio do Cavalo Crioulo.

O evento, que acontece paralelo a Classificatória do Freio de Ouro, será realizado no Auditório Luiz Antonio Penha, Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro.

Confira a programação:

13h – Credenciamento

14h – Manejo de criação da raça Crioula (Lauro Martins)
14h30min – Perguntas
14h40min – Influência do cavalo no cotidiano familiar (Rui Luiz Demeterco)
15h10min – Perguntas
15h20min – Evolução do cavalo Crioulo nas modalidades equestres, Freio de Ouro, Freio Jovem e Freio do Proprietário (Alexandre Suñe)
15h40min – Perguntas
15h50min – Demais modalidades equestres (Felipe Caccia Maciel)
16h10min – Perguntas
16h20min – Intervalo
16h40min – Perspectivas e dados estatísticos da criação do Cavalo Crioulo (Alfredo Tellechea)
17h10min – Perguntas
17h20min – Mudanças no Regulamento do Serviço de Registro Genealógico e Biotecnologias (Rodrigo Teixeira)
17h50min – Perguntas

As vagas são limitadas. As inscrições devem ser feitas pelo site da ABCCC – www.abccc.com.br

 

Conheça a nova Fan Page do Cavalo Crioulo

O Portal Cavalo Crioulo fez a alteração de sua Fan Page no Facebook. O novo modelo de  página assemelha-se ao dos perfis pessoais.

O objetivo de nossa página é compartilhar as informações aqui publicadas, como por exemplo leilões, eventos, congressos, feiras agropecuária, notícias em geral sobre a raça e muito mais.

Para ter acesso a esse canal de comunicação basta acessar a página: http://www.facebook.com/cavalocriouloms e clicar no botão “Curtir” .

Esperamos por vocês!

Entrevista – Saiba mais sobre Eduardo Rocha

O Portal Cavalo Crioulo dá início a uma nova seção denominada “Fotógrafos” no qual contaremos aqui um pouco mais sobre os profissionais que transmitem através de belas imagens toda sua paixão pelos animais e também pela vida rural.

Nossa primeira entrevista apresenta à você, leitor, o jovem fotógrafo Eduardo Rocha Paz, nascido em Dom Pedrito, no Rio Grande do Sul, um dos berços da criação da raça Crioula no país. Publicitário por formação, Eduardo reside atualmente em Porto Alegre.

Para conseguir o melhor registro, amigos revelam que Eduardo não se importa com as dificuldades que surgem, “fica horas atrás de uma moita, à espreita do mais belo movimento dos animais na hora da melhor luz”.

Apesar da pouca idade (32 anos), traz em seu currículo experiências de antigos, sendo reconhecido como referência no sul do país quando assunto é fotografia campeira.

Confira a entrevista:

Nome completo: Eduardo Rocha Paz

Idade: 32 anos

Reside em: Porto Alegre (RS)

Nasceu em: Dom Pedrito (RS)

Formação Profissional: Gestão em Marketing

Como a fotografia rural surgiu em sua vida?
Começou em 1998 em Dom Pedrito quando pela primeira vez vi Roberto Santos, na época fotógrafo do Correio do Povo em ação. Dali surgiu uma amizade e o incentivo daquele grande fotógrafo. Em 2006 já cursando a faculdade de gestão em marketing optei por fazer também a faculdade de fotografia e ali comecei acompanhando uma cavalgada em São José dos Ausentes. Neste momento somente apertando botão, com equipamento emprestado e achando que o “P” da zona criativa do equipamento era P de “Profissional”.

Além de registros de cavalos crioulos, quais outras imagens fazem parte de seu acervo?
Depois disso resolvi trancar a faculdade de fotografia para viajar pela América percorrendo propriedades criadoras de cavalos crioulos e utilizando os conhecimentos das primeiras cadeiras na prática. Projeto este intitulado Origem Crioula, resultou em matérias para revista especializada, um documentário de quatro capítulos no Canal Rural e estamos em busca de recursos para publicação de um livro. Fazem parte do meu acervo imagens com destaque para a natureza e seus elementos, sou bastante requisitado para produção de bancos de imagens e fotos editorais com essa peculiaridade que envolve natureza e seus elementos.

Quais estados brasileiros fazem parte de seu registro?
Fotografo basicamente no Rio Grande do Sul e Paraná. Mas percorri diversos criatórios no Uruguai, Argentina e Chile.

Nota diferença nas criações de cavalo crioulo em cada estado? Quais?
As criações são muito influenciadas pela cultura de cada região. Mas o destaque pelo amor de criadores e tratadores com seus animais e o fascínio que este animal trás consigo é impressionante.

O que é preciso para garantir bons registros de cavalos crioulos?
Paciência.

Além de fotos para importantes leilões da raça, quais são os outros serviços que oferece?
Meu trabalho é mais focado na produção de banco de imagens do que propriamente fotos para remates, tanto que minhas fotos estampam mais as capas do que o miolo dos catálogos. Busco uma foto mais artística do que técnica, seja no registro de cavalos, ou na produção de imagens de bovinos meu foco é voltado ao registro do campo e seus elementos.

Há algum registro que mais marcou? Qual seria e por quê?
Tem uma foto no Criadero Santa Isabel em Futrono, Chile que foi mais ao acaso do que técnica. Esperávamos os cavalos de um lado e quando vimos surgem dois peões ou guassos tocando uma cavalhada linda por meio de uma floresta e com um sol contra. Foi interessante, mal deu tempo de ajustar o balanço de branco e clicar, porque rapidamente passaram e lá se foi nossa luz.

Qual seu diferencial?
Quando fotografo creio que volta um pouco aquele guri que espiava pelo meio das tábuas das mangueiras com um olhar curioso. Tento levar através das minhas fotos uma imagem diferente, que está ali mas nem todos vêem.

Em seu Blog há a informação de que ministra workshops de Fotos Rurais. Qual o conteúdo abordado? Quem é o público participante? Há alguma data do evento para este ano?
Sábado que vem, dia 24 de março tem mais um. É voltado a iniciantes na área da fotografia com dicas básicas de utilização do equipamento fotográfico a partir do modo manual porém sempre com o foco nos elementos da natureza.

Para mais informações sobre o trabalho de Eduardo Rocha, acesse: www.eduardorocha.fot.br

Veja algumas imagens:

 

 

 

 

 

 

 

Cavalo Crioulo no Facebook

O Portal Cavalo Crioulo lançou sua página (Fan Page) no Facebook.

O objetivo é compartilhar as informações aqui publicadas, como por exemplo leilões, eventos, congressos, feiras agropecuária, notícias em geral sobre a raça e muito mais.

Para ter acesso a esse novo canal de comunicação basta acessar a página: http://www.facebook.com/cavalocriouloms e clicar no botão “Curtir” .

Esperamos por vocês!

Confira alguns leilões da raça Crioula

Confira alguns leilões de cavalo crioulo publicados no Portal Canal Rural e programe-se para adquirir excelentes exemplares da raça.

LEILÃO QUERÊNCIA CRIOULA
Início: 21h00min do dia 13/2/2012
Local: Rural de Pelotas/ Pelotas-RS
Horário: 21h
Oferta: Equinos da raça Crioula
Promoção: M&D Leilões e Eventos LTDA
Leiloeira: M&D Leilões (53) 3035-1977

LEILÃO VIRTUAL DE CAVALO CRIOULO
Início: 21h00min do dia 26/2/2012
Local: Estúdio/ Porto Alegre-RS
Horário: 21h
Oferta: Equinos da Raça Crioula
Promoção: Crioulo Remates LTDA
Leiloeira: Crioulo Remates (51) 3330–3579

Vem aí Leilão Virtual DKP

O Haras Anchieta realiza no dia 23 de janeiro o Leilão Virtual DKP – Crioulos do Brasil. Serão ofertados 45 animais entre eles:

DKP Embate: filho de Charque Hielo x Charque Lima

DKP Dalila : filha de JLS Seival x Opereta de São Pedro

Guapa da Vista Alegre: filha de Marconi Vinho Tinto x HD Bibiana

O remate terá início às 21 horas e será transmitido pelo Canal Rural.

Mais informações no site: www.criouloremates.com.br

Criação de cavalo crioulo em Jardim é destaque no jornal da ABCCC

A edição de janeiro do Jornal da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos  – ABCCC – traz uma reportagem especial sobre a criação de cavalos crioulos na Fazenda Cabeceira do Prata, no qual localiza-se o atrativo ecoturístico Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS).

Douglas Saraiva, autor do texto, visitou a região em dezembro de 2010. Acompanhado por colaboradores e também pelo proprietário da fazenda, Eduardo Coelho, Douglas conheceu a estrutura da fazenda, os rios de águas cristalinas, a criação de cavalos crioulos e sua utilização no passeio a cavalo.

Saiba mais no link abaixo:

http://migre.me/dflV2

ABCCC comemora 2 anos do Projeto Vaquejadas

“Desenvolvido pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – ABCCC – com o apoio de diversos criatórios do sul do Brasil, o Projeto Vaquejadas completou em 2011, dois anos e apresenta as novas ações para 2012”, afirma o Jornal da ABCCC.

A Vaquejada é uma atividade recreativa-competitiva, com características de esporte, da região Nordeste, no qual dois vaqueiros a cavalo têm de perseguir o animal (boi) até emparelhá-lo entre os cavalos e conduzí-lo ao objetivo (duas últimas faixas de cal do parque de vaquejada), onde o animal deve ser derrubado.

De acordo com o texto, o técnico Romeu Koch afirmou que “com menos de dois anos, que estamos trabalhando neste segmento, o Cvalo Crioulo deixou de ser um mito e se tornou uma realidade dentro da vaquejada“.

Para o próximo ano a ideia é ampliar um projeto de divulgação e marketing e promover um campeonato com premiação maior para os participantes, buscar novos parceiros e aumentar a quantidade de animais em pista.

 

 

Raça Crioula desperta paixão em membros da família

A edição de novembro do Jornal da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Crioulo traz uma reportagem sobre a paixão pela raça, repassada de pai para filho.

Douglas Saraiva, autor do texto, entrevistou Sérgio Ferreira Lima, proprietário da Cabanha Serra Alta, em Canoinhas (SC), que adquiriu seu
primeiro exemplar de cavalo crioulo aos 19 anos. Atualmente seu filho Serginho, de 15 anos, também tomou gosto pelos animais e participa de
competições nas categorias Provas Jovens.

O texto ressalta também o manejo na cabanha. Confira:

O manejo na cabanha é simples e tradicional. Em geral, os animais são inicialmente selecionados pela docilidade – item tido como primordial na
manada. Todos os processos são acompanhados pelo veterinário e discutidos junto à equipe que conta com os tratadores Willian Dransfeld e Edson Batista”.

Leia o texto na íntegra no Jornal da ABCCC.